Orlando Fedeli: “A Direita Política atual é canhota”


Afinal, qual será o destino natural daqueles que abominam os postulados totalitaristas e desumanos da Esquerda Política (Comunismo, Laicismo radical, Ateísmo militante, etc.)?

“A Direita Política, hoje em dia, é encarregada de executar o que a Esquerda propõe.” (Orlando Fedeli)

É natural que as pessoas, ao se darem conta do teor totalitário e fascista (sim, fascista!) das propostas da Esquerda (que, publicamente, é representada no Brasil por partidos como PT, PC do B, PDT, PSOL, PSTU, PCB, PCO), acabem se alinhando, politicamente, a partidos ditos de Direita, buscando representação de seus preceitos e ideias anticomunistas. Nisso consiste o que comumente chamam de “jogo democrático”, ou de sistema republicano da democracia representativa.

Porém, talvez, poucas ilusões politicas sejam tão crassas e ridículas quanto a que prega que há, em essência, real oposição entre Esquerda e Direita. Ou mesmo que haja algum partido de Centro, que concilie os pleitos de ambas.

O que é o Gayzismo?


Liberdade de expressão apenas para os Gayzistas!

Obviamente, um artigo que trate do Gayzismo, essa vertente do Movimento Revolucionário, precisaria também abordar aspectos secundários, tamanha é a gama de assuntos correlatos. No entanto, tendo em vista a escassez de publicações genéricas acerca do assunto, resolvi elaborar, via estrutura de tópicos, um artigo esclarecedor e o mais possível abrangente.

Entretanto, devo agradecer a todos os escritores e blogueiros honestos que, via de regra, escreveram de forma particularizada sobre o Gayzismo acerca de suas mais variadas formas de manifestação. Literalmente, mãos à Obra!

***

Gayzistas agridem jovens católicos durante Manifestação


Reprodução de artigo do site do Pe. Paulo Ricardo de Azevedo.

[…] Observações minhas.

***

Há uma semana, o grupo de rapazes pertencentes ao Instituto Plínio Correia de Oliveira (IPCO) foi brutalmente atacado por ativistas gays, enquanto fazia uma pacífica campanha em defesa da família e da vida pelas ruas de Curitiba/PR. Sob gritos, xingamentos, cusparadas e até pedradas, os jovens católicos tiveram de enfrentar uma clara manifestação de INTOLERÂNCIA E INCITAÇÃO AO ÓDIO por parte do Movimento Gayzista. Assista ao vídeo logo a seguir.

Gayzismo: do Fascismo à Cristofobia e Pedofilia


Aqueles que, vez por outra, visitam meu blog, ora vindos das redes sociais, ora de links em seus e-mails, já devem ter percebido a tendência atual do blog: valorização da moral cristã e combate ao Gayzismo. Tais temas não estão necessariamente encadeados, nem mesmo naquela ordem. O tratamento que dou a um é consequência do que o outro demonstra, simples assim. Chamam a nós, cristãos, de fundamentalistas religiosos, termo cunhado pela mídia para caricaturar crentes que verbalizam de forma irrefletida, ou histérica, sobre tudo no mundo à Luz de suas crenças. Não é bem assim, não!

Nossas crenças apenas nos permitem vislumbrar o que é útil e o que é prejudicial no mundo em que estamos imersos. Os excessos e violências não pertencem aos crentes de verdade, mas a frustrados e enrustidos que usam de crenças alheias para justificar suas práticas e ódios inaceitáveis. Por isso, precisam de uma roupagem amplamente aceita em algum grupo aparentemente inatingível. Mas, esperem! Os grupos cristãos são inatingíveis ou são os mais perseguidos?

Ditadura Gayzista
Ditadura Gayzista e Fascista a caminho!

Antes, gostaria de esclarecer o que vem a ser Gayzismo. Tal é um movimento de alcance internacional, de cunho marcadamente fascista e totalitário, conduzidos pelas esquerdas marxistas em boa parte dos países do Ocidente, e alavancado pelas políticas da ONU através de discursos em favor de pretensos “direitos humanos” das comunidades LGBT. Não se enganem: todos os governos, mesmos os ditos de direita, estão tomados por marxistas fundamentalistas. Sobre o Gayzismo, em uma frase: