Desencanto pelo Mundo e Imaturidade


Num certo vídeo do Luiz Fernando Pondé, um dos pensadores brasileiros dos quais retiro subsídios para reflexões, o mesmo discorre sobre a possibilidade de a inteligência ser causa de depressão em uma parcela das pessoas. Elaborei um comentário acerca deste tema, baseado no vídeo, e de outros pontos relacionados.

Resumo: os traumas do adeus à casa dos pais; da frustração ao ver que relações humanas, no mais das vezes, não passam de encenações, e; de que não há retorno possível ao “Paraíso Perdido” da infância, podem, sim, causar depressão.

Como lidar com esses fatores?

Continue lendo “Desencanto pelo Mundo e Imaturidade”

O que é o Feminismo? (Sou machista, graças a Deus!)


Uma das coisas mais simples de se fazer, hoje em dia, quando você quer encher o saco de alguém ou acabar com uma boa reunião de família, é pegar um adjetivo qualquer e atrelar a ele o sufixo -ismo. Você quer dar uma de intelectual de pijama? Comece por dar asas ao seu intelectualismo. Numa dessas aventuras, alguns retardados, entediados que estavam com suas matinês revolucionárias, resolveram inovar. Criaram os termos MachismoFeminismoSexismo. Vejamos!

Continue lendo “O que é o Feminismo? (Sou machista, graças a Deus!)”

A Petrobrás e a tempestade final


Os últimos relatórios financeiros divulgados pela Petrobrás, contrastados com os dados aferidos de outras empresas do setor da exploração de petróleo, mostram o que a roubalheira, a imoralidade psicopática e o utilitarismo mercenário em nome de projetos de poder foram capazes de fazer. Obviamente, não sem a incompetência (proposital, será?) dos quadros lotados pelos partidos assaltantes (PT, PMDB e PP) em postos estratégicos da empresa.

Testemunhando, a partir de dentro do bonde desgovernado da História, a atual sequência de acontecimentos, é quase inacreditável o que o PT conseguiu fazer com a maior empresa brasileira. O PT virou lenda, um ideal para qualquer quadrilha de principiantes. É mesmo fantástica a trajetória de atos fora-da-lei perpetrados pelos alunos brasileiros (e mercenários) de Fidel Castro.

Continue lendo “A Petrobrás e a tempestade final”

A burrice incontida


Está certo! Não podemos condenar a parcela do povo que tenha cedido em sua (luta por) Liberdade a uma tênue garantia de comida na mesa aos seus filhos. No entanto, foi sobre chantagens como essa — a de que os pobres perderiam a Bolsa-Família se Aécio Neves vencesse — que Dilma Rousseff foi reeleita. Mas, será que os leitores não conseguem perceber que esse país foi fundado sobre uma cultura de eterna vassalagem e zoação?

O povo brasileiro realmente é um povo de fé, fé no impossível. O brasileiro médio quer acreditar. Acredita que tudo vai dar certo, mesmo quando começa errado ou vai errado durante todo o percurso. Afinal, Deus seria brasileiro e a macumba garantiria uma chance de tripudiar sobre um vizinho de senzala.

Continue lendo “A burrice incontida”

%d blogueiros gostam disto: