Diga a Verdade e saia correndo!


Nos meus quase 33 anos de idade, nunca vi um ditado popular estar tão em voga como esse do título do artigo. O mesmo tem origem nos povos da ex-Iugoslávia numa época em que o comunismo calava as pessoas de diversas formas, que ia desde o suborno à chacina de vilas inteiras.

E não é o que estamos a ver hoje em dia: pessoas sendo caladas por força de leis antidemocráticas outorgadas por governos socialistas? Socialistas não são democratas nem nunca serão. Socialistas são revolucionários, e revolucionários não dividem o poder jamais. Portanto, pelo bem maior da democracia, a saber – sua preservação -, partidos revolucionários totalitários, de doutrina socialista-comunista, deveriam simplesmente ser banidos do planeta.

Eis uma pergunta que insiste em se levantar dentre as brumas de nossa História mal contada: por que cargas d’água as doutrinas de inspiração Nazista foram banidas do planeta e não as de inspiração Comunista? Havia apenas uma diferença de método entre o Nacional-Socialismo de Hitler e o Comunismo Soviético (a aplicação nacionalista para o primeiro e internacionalista para o segundo), porém ambos nutriam o mesmo ódio racista contra os pobres e fracos, contra a Igreja e a Família.

Acaso, as 6 milhões de vítimas judias do Holocausto nazista valiam mais que os 175 milhões de assassinados do Comunismo Soviético, Chinês, Cubano (louvado pelo PT) e afins? Sim, judeus valiam mais para os senhores da mídia de massa do Mundo, todos sionistas! Sim, pois o Comunismo soviético provava ser mais eficiente aos fins a que se propunham: exterminar os pobres, escravizar as mentes, subverter as massas para a extinção do conceito de Família nuclear cristã, extinguir a propriedade privada e entregar tudo nas mãos da elites financeiras internacionais sionistas e maçônicas (Rothschild e Rockfeller).

Estamos vivendo em uma época em que os poderosos não se preocupam mais em disfarçar suas más intenções e sua fome de poder, nem mesmo se atém mais em camuflar seus sórdidos métodos. Estamos no tempo do cinismo político-social puro e simples, em que a culpa pela agressão sofrida é simplesmente imputada à própria vítima, ficando o agressor ainda com a fama de Robin Hood torturado por um sistema atroz.

Logo, os crimes de terrorismo, homicídios a bomba, chacinas e assaltos a bancos, cometidos por guerrilheiros como Dilma Rousseff, Franklin Martins, Carlos Minck, José Genoíno e José Dirceu, são transformados pela mídia em ‘”resistência pela democracia”, enquanto a defesa da Constituição pelos militares é descrita como “Golpe de 64”. E não adianta denunciarmos tudo isso; não importa que eles mesmos tenham confessado ou deixado subentendido todos os indícios. Eles se gabam de todos os seus crimes, e quando denunciamos, somos processados por calúnia e difamação. Não importa se eles confessaram seus crimes em nossas fuças; não temos o direito de repetí-los!

Pouco a pouco, o que era antes tido como escandaloso e impudico – impensável mesmo -, vai se tornando banal. E a tentativa de mostrar isso às massas anestesiadas do populacho inerme é encarada como sintoma de psicose e recalque de nossa parte. O erro maior foi termos deixado nossos filhos serem educados pelo Estado, enquanto tínhamos de nos “divertir” e “trabalhar”.

Há lugares em que denunciar a pedofilia virou crime. Isso mesmo: é crime denunciar o crime – quando o mesmo crime é praticado por homossexuais!

Continue lendo “Diga a Verdade e saia correndo!”

O que é o Gayzismo?


Liberdade de expressão apenas para os Gayzistas!

Obviamente, um artigo que trate do Gayzismo, essa vertente do Movimento Revolucionário, precisaria também abordar aspectos secundários, tamanha é a gama de assuntos correlatos. No entanto, tendo em vista a escassez de publicações genéricas acerca do assunto, resolvi elaborar, via estrutura de tópicos, um artigo esclarecedor e o mais possível abrangente.

Entretanto, devo agradecer a todos os escritores e blogueiros honestos que, via de regra, escreveram de forma particularizada sobre o Gayzismo acerca de suas mais variadas formas de manifestação. Literalmente, mãos à Obra!

***

Continue lendo “O que é o Gayzismo?”

Gayzismo: do Fascismo à Cristofobia e Pedofilia


Aqueles que, vez por outra, visitam meu blog, ora vindos das redes sociais, ora de links em seus e-mails, já devem ter percebido a tendência atual do blog: valorização da moral cristã e combate ao Gayzismo. Tais temas não estão necessariamente encadeados, nem mesmo naquela ordem. O tratamento que dou a um é consequência do que o outro demonstra, simples assim. Chamam a nós, cristãos, de fundamentalistas religiosos, termo cunhado pela mídia para caricaturar crentes que verbalizam de forma irrefletida, ou histérica, sobre tudo no mundo à Luz de suas crenças. Não é bem assim, não!

Nossas crenças apenas nos permitem vislumbrar o que é útil e o que é prejudicial no mundo em que estamos imersos. Os excessos e violências não pertencem aos crentes de verdade, mas a frustrados e enrustidos que usam de crenças alheias para justificar suas práticas e ódios inaceitáveis. Por isso, precisam de uma roupagem amplamente aceita em algum grupo aparentemente inatingível. Mas, esperem! Os grupos cristãos são inatingíveis ou são os mais perseguidos?

Ditadura Gayzista
Ditadura Gayzista e Fascista a caminho!

Antes, gostaria de esclarecer o que vem a ser Gayzismo. Tal é um movimento de alcance internacional, de cunho marcadamente fascista e totalitário, conduzidos pelas esquerdas marxistas em boa parte dos países do Ocidente, e alavancado pelas políticas da ONU através de discursos em favor de pretensos “direitos humanos” das comunidades LGBT. Não se enganem: todos os governos, mesmos os ditos de direita, estão tomados por marxistas fundamentalistas. Sobre o Gayzismo, em uma frase:

Continue lendo “Gayzismo: do Fascismo à Cristofobia e Pedofilia”

Liberdade de Expressão x Mordaça Gay

Crítica ao Estatuto da Diversidade Sexual


Quem me conhece, sabe: não sou contra os gays nem homossexuais, mas contra o homossexualismo como opção de gênero. Esse é meu posicionamento, e ninguém (ninguém mesmo!) poderá pretender me tirar o direito de expressão de minhas ideologias. Se me criticam por ainda abraçar o Catolicismo e o execram como tosco e falido, não tendo ninguém que me garanta o direito à proteção de crença, por que me processariam por meu posicionamento anti-homossexualista??

Ninguém me impedirá de dizer o que penso em relação ao homossexualismo. Cada um é livre pra adotar, conforme sua Consciência e escolha, a opção de vida que quiser e de livremente se posicionar em relação a todas as opções. Se os gays podem manifestar-se quanto às suas práticas, nós, heterossexuais, também podemos. Ou será que não mais?

Ditadura Gay a caminho!
Ditadura Gay a caminho!

Vivemos um avanço do populismo-comunismo no Brasil que não quer contemplar a convivência pacífica entre as preferências políticas, sociais, sexuais ou religiosas. Os comunistas (principalmente do PT, que não têm moral alguma em sua maioria) querem passar como um rolo compressor, pura e simplesmente, sobre as bases sociais que cimentaram nossa sociedade, e extirpá-las de uma vez por todas! Se houveram excessos na história, cabe a TODOS negociar os termos de uma justa equalização nas relações sociais.  

Continue lendo “Crítica ao Estatuto da Diversidade Sexual”