Sobre o transexual “crucificado” na Parada Gay 2015


Eu tento não comentar polêmicas provocadas por hordas gayzistas, principalmente em Paradas Gays. Não que seja perda de tempo emitir opinião, mas é que o povo continua não querendo enxergar a gravidade da situação quando mostramos as intenções da Elite que coordena essas barbaridades todas. Acho que não preciso dizer que essa postura conivente é típica do povo brasileiro.

Continue Lendo “Sobre o transexual “crucificado” na Parada Gay 2015″

As incorreções dos termos politicamente corretos


Antes de começarmos a tratar dos objetivos propriamente ditos desta postagem, é preciso que repassemos alguns conceitos. Afinal, do que tratam os pressupostos politicamente corretos? Eles são, realmente, corretos, ou apenas tentam remodelar, arbitrariamente (e muito), os valores considerados corretos pelo senso comum?

Basicamente (e segundo a lenda), ser politicamente correto significa tratar a todos como iguais. Iguais perante a Lei, com os mesmos direitos e deveres. Ponto. A partir do momento em que tratamos a todos, segundo o establishment, como iguais, devemos tornar comportamentos particulares, massificados pela mídia e pelo Estado ideologizado, como imperativos, sendo todos arrastados por uma coação onipresente.

Continue Lendo “As incorreções dos termos politicamente corretos”

Marxismo: repulsa pela homossexualidade e instrumentalização


Aos gays que militam em hordas marxistas, é bom que vejam se o cartaz abaixo não contém alguma contradição. Seria interessante que lessem o que os ídolos desses partidos de Esquerda falavam e escreveram a respeito dos homossexuais. É realmente deplorável a forma como os homossexuais estão se deixando manipular e instrumentalizar por essas corjas de vagabundos da Esquerda, fazendo o seu jogo de conflito contra os conservadores.

Marx, Engels e os gaysObviamente, como veremos nas referências abaixo, o que vemos é que estão todos os gays sendo utilizados como massa de manobra política no enfrentamento comunista ao Cristianismo. O motivo é simples: a Família nuclear, com seus herdeiros e seu sistema de valores, é a base da propriedade privada, inclusive dos gays. Com a desestruturação da Família natural, as propriedades perdem sua proteção contra um Estado totalitário e confiscador. Os gays não percebem que, tão logo os comunistas detenham o poder sobre a Economia e o controle social, qualquer voz dissonante, inclusive a deles, será calada à força. Hoje em dia, mesmo com as posições cristãs contrárias ao seu estilo de vida, eles têm seus direitos já reafirmados na Constituição Federal.

Porém, continuar exigindo direitos de exceção, seguindo uma práxis totalitária marxista contra os outros estratos da sociedade, só enfraquecerá a própria sociedade e a escancarará para que se faça aqui o que se faz na Venezuela e em todos os países que adotam modelos de Esquerda: censura, violência por parte do Estado, concentração de renda nas mãos de burocratas e mafiosos, bem como o extenso empobrecimento de toda a população, perda do direito à auto-defesa com desarmamento, etc.

Ainda sentirão saudade da Igreja, que só vedava a celebração de uniões entre gays da porta da Igreja para dentro. Apoiando Fidel Castro, verão que Cuba era o paraíso dos “homofóbicos”, com direito a paredón de fuzilamento e campos de concentração também reservados para homossexuais.

Abaixo, cito excertos de um artigo na Wikipedia, intitulado Socialismo e Direitos Gays:

Continue Lendo “Marxismo: repulsa pela homossexualidade e instrumentalização”

Sabotagem contra mim? Talvez. Mas, por quê?


Há, pelo menos, dois anos, o Dies Iræ vinha mantendo uma média de 200 a 300 acessos diários em visitas. No entanto, “estranhamente”, desde a publicação de uma certa postagem (sobre o ultraje de gayzistas e feministas contra símbolos católicos em julho de 2013, lembram?), o blog decaiu em número de visitas de forma espantosa e mais do que suspeita. Não somente os artigos polêmicos sofreram perdas significativas, mas também aqueles que, nesses últimos quatro últimos anos, vinham mostrando uma audiência constante em assuntos diversos.

(Clique na imagem para ampliar)

Suspeita de sabotagem do Google ao Dies Irae
Depois de denunciar a corja gayzista, apoiada pela presidente Dilma Rousseff, Dies Irae sofre vertiginosa perda de visitas, inédita em 4 anos de denúncias similares.

A queda nos números é mais do que estranha, na medida em que mais e mais acessos têm sido registrados e originados dos locais onde se situam os servidores do Google e do WordPress. Seria exagero da minha parte suspeitar de uma sabotagem por ordem dos gigantes que mandam na mídia? Eu acho que não, ainda mais sabendo que agências americanas e europeias de espionagem controlam totalmente o fluxo de informações em toda a internet. Isso tudo considerando que mais de 90% das visitas diárias, quando não em raras exceções (como em campanhas no Facebook), vinham do Google.

Não descarto mesmo a influência nefasta da Governança que comanda o Facebook que, inclusive, já anda policiando e, arbitrariamente, bloqueando vários usuários e páginas por criticarem abertamente o desgoverno de Dilma Rousseff e/ou a psicopatia da militância gayzista.

É claro que não me importo seriamente com isso, já que não dependo do blog para pagar minhas contas (nem pretendo). Mas, é lamentável constatar, de perto, que a liberdade de expressão nunca antes foi uma realidade tão ridícula e fedorenta, em todos os sentidos imagináveis, nos dias atuais!