Metas e capacidades necessárias


As metas não podem ser definidas a priori, já que, se alguém não conhece o Desconhecido (ou seja, aonde precisa-se ou quer-se chegar), não poderá ter um plano de metas. Logo, não se saberia que conhecimentos são úteis, ou não.

À Hora Morta


Não! Não é estar sozinho o mais desagradável em certos momentos de nossas Vidas. Estar sozinho é uma constante, depois que caem os véus da ilusão dessa tal utopia comunitária humana. O mais desagradável é procurar e não achar quem a gente mais queria, no fundo, que estivesse um pouco mais próximo enquanto o tempo corre cada vez mais faminto sobre nossas carcaças.

Tempos de fúria


Se antes, como seres confusos, já tínhamos imensas dificuldades para compreender nossos próprios sentimentos, hoje em dia essa tarefa se mostra ainda mais sofrível. A tecnologia era lenta e nossos deveres eram duros, mas tínhamos algum tempo para refletirmos e nos exercitarmos. Com as cidades atuais abarrotadas de gente violenta, carros rápidos, barulhos constantes, deveres mais urgentes, nem o pouco tempo que tínhamos para pensar temos mais. O que anda errado?

Três questões e uma armadilha fatal


Neste domingo, véspera da Festa de São Miguel, proponho algumas questões que considero importantes aos leitores deste espaço. Questões quase nunca respondidas por pessoas do lado de lá do muro da insanidade. Recomendo, então, os tópicos abaixo para reflexão sobre o Aborto e sobre o alcance da Liberdade.

%d blogueiros gostam disto: