João Paulo II, Apóstata descarado!


Abaixo, uma simples mostra de imagens que, segundo a citação de São Paulo que segue e documentos pontifícios anteriores, indica que a Sé de Pedro, já na década de 1980, era ocupada por apóstatas. Me refiro aqui a Karol Wojtyla, também como João Paulo II. No vídeo, o vemos receber na Basílica de Assis, em 1986, sacerdotes de diversas religiões pagãs, além de muçulmanos (cuja Sharia e Corão incitam a matança de cristãos), para rezarem diante do Altar da Comunhão. Há inclusive xamãs que acendem incensos e fazem suas preces a seus deuses (demônios) diante do Altar da Eucaristia, profanando-a de forma abominável.

Para quem conhece um pouquinho de Direito Canônico e Catecismo (além de bulas e encíclicas anteriores), fica evidente que ele incorre automaticamente em excomunhão latæ sententiæ (automática) por flagrante APOSTASIA.

Bem, que fique claro que respeitar os outros e suas opções não é o mesmo que se juntar ao próximo em suas opções, misturando-se a elas, como se tudo fosse válido, como se o deus dos outros fosse o mesmo Deus único nosso. Não, só há uma Igreja, uma Fé e um só Batismo, e estes são incompatíveis com as práticas pagãs. E, além do mais, a Casa de Deus é casa de oração, não um covil… para a prática de profanações abomináveis.

Continue Lendo “João Paulo II, Apóstata descarado!”

Aparições de Nossa Senhora no Egito


Nestes tempos de perseguição brutal e genocida contra cristãos no Oriente Médio, e cultural no Ocidente laicista, deveríamos nos lembrar dos apelos de Nossa Senhora que, por meio de milagrosas aparições em diversos lugares do mundo, chama os pecadores à conversão e à oração. Muitas dessas aparições são simplesmente ignoradas e as mensagens, deixadas então por Nossa Senhora, rejeitadas por muitos que dizem pertencer ao rebanho de Cristo.

Nesta postagem, falaremos sobre as mais recentes das aparições de Nossa Senhora no Egito, algumas delas registradas em fotos, vídeos e depoimentos de pessoas que professam diversos credos, não somente cristãos, mas inclusive muçulmanos e judeus. Milhares se converteram à Fé Cristã e deixaram, ora suas heresias, ora sua idolatria pagã.

Foto tirada da aparição de Nossa Senhora sobre a Igreja de São Marcos em Zeitoun, Egito, 1968.

.

Zeitoun, Egito, 1968

Como todos devem saber, nos países do Oriente Médio os cristãos constituem minoria, sendo a maioria de muçulmanos. E isso mesmo considerando que a Fé Cristã surgira 6 séculos antes do Islã, sendo suplantada, no entanto, através de uma brutal campanha de conversão forçada empreendida pelos seguidores do pederasta Maomé, esse mesmo que sodomizou uma menina de 9 anos, tomando-a como escrava sexual, e que cria num deus (Al-Illah, ou Allah) que chefiava 360 outros deuses, segundo a crença das tribos árabes pagãs.

Sim, esta terra (Egito) em que pisaram Maria e José, com Jesus recém-nascido nos braços, fugindo da perseguição de Herodes, presenciou uma das mais bem documentadas manifestações da Virgem Santíssima dos últimos tempos. A seguir, um trecho da descrição destas aparições, segundo o site Derradeiras Graças:

Clique aqui para continuar lendo!