Vermelha ou azul?


A despeito do alegado livre arbítrio, vemos as pessoas se sentindo cada vez mais oprimidas, vazias. Para além da aparente desorientação social e econômica, podemos perceber um contraste entre liberdade aparente e opressão. Quão mais livres pensamos ser, mais nos sentimos presos. Por que será?

Continue Lendo “Vermelha ou azul?”

Por quê me tornei liberal


Para aqueles que me acompanham há algum tempo, pode soar surpreendente eu declarar adesão ao Liberalismo. Porém, como me considero conservador (mas, como é ser conservador?), a despeito de minha disposição em denunciar a Nova Ordem Mundial, é quase inevitável optar pelo liberalismo em face da defesa da liberdade do indivíduo (ao menos, na teoria).

A seguir, explico as razões que me levaram a adotar uma postura liberal, na economia, enquanto mantenho o conservadorismo como bandeira social.

Continue Lendo “Por quê me tornei liberal”

Apontamentos sobre a Liberdade


Muito se fala em liberdade, principalmente quando em termos de ações humanas e responsabilidades individuais. Num mundo onde se prega a Ordem, há lugar comum para o que chamam de liberdade? E sobre o chamado livre arbítrio, o que teríamos a dizer?

Não é meu intento invalidar aqui, de forma alguma, ideias que busquem promover a autonomia dos seres humanos em sua jornada neste planeta. Porém, alguns apontamentos se fazem necessários.

Continue Lendo “Apontamentos sobre a Liberdade”

Metas e capacidades necessárias


As metas não podem ser definidas a priori, já que, se alguém não conhece o Desconhecido (ou seja, aonde precisa-se ou quer-se chegar), não poderá ter um plano de metas. Logo, não se saberia que conhecimentos são úteis, ou não.

Continue Lendo “Metas e capacidades necessárias”