O Louco e o Aprendiz


Simples, síntese da poesia, extremamente impactante e única: assim é a lâmina de O Louco no Tarô de Marselha, a mais tradicional versão do livro de Hermes.

Para além de ser o coringa da Jornada do Herói, ela também evoca a ideia primeva de Deus e se coaduna com os significados da Iniciação ao Grau de Aprendiz nos ritos maçônicos. Ao menos, foi a essa conclusão que chegou minha inspiração.

Vens comigo nessa jornada? 😉

É pena, não raiva


Eu não tenho raiva do povo brasileiro, eu tenho pena. Sem um pingo de soberba é que digo isso. É pena dessa massa e consciência de que esse povão é infantilizado, mentalmente subdesenvolvido.

Eles querem vingança!


Já caíram as coroas da maioria dos reis e foram “libertados” os povos. Para que lhes tome o êxtase, falta-lhes cair a tiara papal (simbolicamente). Não é o que tencionam, “esmagar a Impostora“?

Lenda Pessoal


Aqueles que já leram O Alquimista, livro do brasileiro Paulo Coelho, devem estar familiarizados com a expressão lenda pessoal. Se você ainda não leu este livro, mesmo que você não aprecie o Autor como pessoa, leia-o, pois vale a pena, ainda que eu discorde dele, atualmente, sobre vários tópicos.

Entretanto, tenho um entendimento diferente, trinta anos após acompanhar as aventuras do pastor Santiago, acerca do que seja, de fato, a tal lenda pessoal.