A ingratidão e a ira ainda imperam


Muitas religiões, ao longo dos últimos séculos, foram úteis no processo de refinamento moral (apesar de lento) da espécie humana. No entanto, no Ocidente, embora deficiente em muitos aspectos e auxiliada por conceitos do Oriente, a ritualística católica conseguiu imprimir no vulgo o imperativo hermético do equilíbrio entre as necessidades físicas e espirituais. Mais: eu não temo ser rotulado como coroinha por anticatólicos, nem como herege pelos católicos.

Continue lendo “A ingratidão e a ira ainda imperam”

Por trás dos conflitos entre cristãos e muçulmanos


A mim, que sou católico, tem-me doído muito o martírio sofrido por cerca de 100 mil pessoas que morrem anualmente em virtude de sua confissão cristã, especialmente em países de maioria muçulmana. Mas, a quem interessa o conflito entre cristãos e muçulmanos ao redor do Mundo?

Continue lendo “Por trás dos conflitos entre cristãos e muçulmanos”

Mortadela ou caviar?


Poucos se aperceberam que a visão revolucionária de sociedade não é nova, nem está restrita aos círculos ditos de Esquerda. Ela arrasta, para um centro de gravidade comum, dois principais estratos, atualmente apelidados como conservadores e progressistas, ou mesmo revolucionários e reacionários.

No entanto, o grupo mais à Esquerda pode, ainda, ser subdividido em outros dois segmentos: a) aqueles que recebem pão com mortadela durante manifestações, e; b) aqueles que comem caviar em Paris.

Continue lendo “Mortadela ou caviar?”

General Mourão na Maçonaria


Como a maioria dos que me conhecem deve saber, eu não sou, nem um pouco, simpatizante da Maçonaria. E, saber que o General Hamilton Mourão, candidato a vice-presidente da República, é ilustre membro da Maçonaria não foi surpresa, não muito tempo depois que foi dado a conhecer que o Cap. Jair Messias Bolsonaro andava pelas Lojas e Orientes do Brasil, se arreganhando diante dos Veneráveis e “irmãos”, a pedir apoio, jurar fidelidade (e não se sabe lá mais o quê).

Continue lendo “General Mourão na Maçonaria”