Surreais


Abaixo, uma coletânea de imagens captadas no Pinterest, as quais classifiquei como surreais, no painel homônimo. Afinal, por que pessoas gostam tanto de visualizar essas imagens fantásticas, sublimes, tão surreais?

Surreal, em poucas palavras, é tudo o que está acima do real ou lhe supera. Ou seja, o surreal não é algo falso ou anedótico, mas que, passando por imagem que retrata a realidade, é acrescentado de uma luz diferente, num instante único, mágico, que faz “descansar nossos olhos”, como se diz em Sonífera Ilha.

Continue lendo “Surreais”

A verdadeira Liberdade humana


Duas frases marcaram para sempre o Ocidente. A primeira vem dos muros de Delfos (Grécia): “Conheça-te a ti mesmo, e conhecereis o Universo e os deuses.” A segunda (cronologicamente falando), nos legou Nosso Senhor, Jesus Cristo: “Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará” (João 8, 32).

A Verdade a intuímos pela Razão Divina que se revela por sua Lei de Amor, inscrita em nossos corações e em toda a Natureza. O que vislumbramos na Natureza é esse reflexo da dinâmica das Leis Universais que o Criador, nosso Pai do Céu, estabeleceu em toda parte, para todo o sempre.

Continue lendo “A verdadeira Liberdade humana”

O Maranhão e a Preta Maria


Soneto inspirado no poema “Maranhão, Minha Terra“, de Uiliene Araújo Santa Rosa. Confira aqui.

.

O MARANHÃO E A PRETA MARIA

Lembras daqueles Lençóis encharcados
Em suor, em lágrimas, ao Sol bravio?
Se te passasse uma brisa, à beira do Rio,
Te deitarias em mim com olhos marejados.

Sabes como alcanço a Ilha, em pé enxuto,
Quando à maresia estiva se juntam as dunas?
Transpasso, na pele envernizada do astuto
Negro, em meio às saias, alcançando as escunas.

Ó, Grande Mar eu sou, vertendo da Preta Maria,
Do ventre agreste, rasgando-te certo ao meio;
Mais perfume ganhas, em ti me perco em maresia.

Dos caracóis de teus cabelos, surgi à luz do Dia;
Da marca de meu nome, me embrenhei no teu seio
Que da África, a essas cálidas matas, me sobreveio.

***

Palhoça, 25 de Janeiro de 2014, 15h25min.

Júlio César Coelho (Ebrael) © Todos os direitos reservados.