A Noite Escura da Alma


Simplesmente, um dos poemas mais lindos e perfeitos que já li! Saboreiem!

***

São João da Cruz, Doutor da Igreja.

A Noite Escura da Alma (em espanhol, La Noche Oscura del Alma) é um poema do escritor e místico espanhol São João da Cruz, datado do séc. XVI, que daria origem a um livro, em dois volumes, com comentários do Autor sobre o dito poema. Trata da jornada épica da Alma (a “amada”) em busca da união com seu (e nosso!) Criador (o “Amado”). A “noite” é escura, pois há muitas dificuldades em encontrar um caminho seguro dentre tantos apegos e amarras (armadilhas) com que a Alma, deveras, se depara.

Falar, comentar, divagar sobre o poema são expedientes desnecessários diante de uma construção literária ímpar, seja pela beleza, pelo estilo, ou seja pelo conteúdo absolutamente espetacular. Não foi à toa que João da Cruz, contemporâneo de Santa Teresa d’Ávila (autora do Livro das Moradas ou Castelo Interior), fora canonizado (declarado como tendo morrido em “odor de santidade”, ou seja, com alma santa).

Sem mais, as oito estrofes deste lindo edifício de inspiração:

Continuar lendo “A Noite Escura da Alma”

Uma Luz, um Caminho


Estou aqui, a essa hora, para escrever um desabafo. Quem, afinal, não escreve ou nunca escreveu um desabafo? Passa da meia noite. Não consegui dormir e, depois de um diálogo difícil meu com meu ego, percebi que precisava exteriorizar alguns fantasmas.

Continuar lendo “Uma Luz, um Caminho”