Quimera à espreita


“Se ele pudesse, ele a mataria com as próprias mãos”. Foi o que pensei após lembrar das poucas cenas daquele pesadelo, tão real como imediato. Porém, aquele ser, carregando uma personalidade deformada, necessita da mão de outrem, de modo a conseguir, por atos e omissões, realizar seus intentos de ódio irracional.

Continue lendo “Quimera à espreita”