Ciúme, sexo e sobrevivência


Ao lado do instinto materno, considero os instintos sexual e de sobrevivência as forças motrizes mais poderosas da essência humana. Assim, podemos vê-los em ação também em quase todos os reinos da Natureza, inclusive entre os seres assexuados. Em três palavras, respectivamente, os ciclos derivados daqueles três instintos: geração, expansão e conservação. Eis o encadeamento que, desequilibrado, suscita tantas emoções avassaladoras em todos nós. Entre essas, temos o ciúme.

Continue lendo “Ciúme, sexo e sobrevivência”

De tránsitu Vitæ (A passagem da Vida)


Nascemos sós, vivemos sós e morreremos sós. (Osho) (1)

Sim — poderiam me objetar —, mas “o Amor é forte como a Morte” (2). Como apreciar a noção de solidão, logo em tais momentos, como o nascimento e a Morte?

Continue lendo “De tránsitu Vitæ (A passagem da Vida)”

Repudio o estupro, mas também a falta de vergonha na cara!


Bem, tudo tem limite nessa vida. Não defendo o estupro nem qualquer desrespeito, mas falta, sim, prudência a uma boa porção de mulheres por aí. Mulheres que se cobrem como vadias, com um pedaço de pano que mal esconde a vagina (vulgo, “perseguida”) ou com calças cuja única serventia é visualizar o útero, não têm moral para ficar reclamando de falta de respeito alheio ou surtar por indignação ao serem bolinadas.

As mulheres que se dão ao respeito – aquelas que são de respeito – e deixam isso bem claro pela roupa que usam, pelas palavras que saem de suas bocas e pelo que fazem para crescer na Vida, é que têm moral pra exigir respeito. E a maioria das mulheres são assim. Mas…

Aquelas que se comportam como putas, putas são e como putas serão tratadas por homens que acharam seus pênis na lixeira. Nesse caso, temos fingidas de um lado e jumentos energúmenos de outro.

Sem vergonha na cara, não tem jeito!

“Por que não tomar no cu?” (Artigo politicamente incorreto)


Por Ebrael Shaddai.

Adaptado de um comentário postado na página de Olavo de Carvalho.

***

.

Por que você não deve tomar no cu?
Propaganda enganosa!

A expressão “tomar no cu” é inadequada, pois o cu não é cuia, mas orifício. Logo, tomar algo no cu seria contraproducente, pois tudo acabaria dele escorrendo, além de não podermos portar o cu tal como um copo. Poderíamos, sim, se nos apetecesse à mente (depravada), levar no cu. Mas, levar no cu não leva a nada, como nos explica a Dra. Anete Guimarães no vídeo “Sexo Anal e suas consequências“. No máximo, o cu, violado, nos deixaria um câncer de próstata (aos homens) ou uma INEVITÁVEL Endocardite Bacteriana (a homens e mulheres) – aidéticos que o digam!

.

Discutindo as propostas temáticas do Prof. Olavo de Carvalho (aqui):

Continue lendo ““Por que não tomar no cu?” (Artigo politicamente incorreto)”