Potenciais estupradores?


Ao contrário do que muitos podem pensar pelo título, hoje não vou comentar o caso da garota que acordou com trinta e poucos caras sobre ela. Isso é assunto para a Polícia do Rio de Janeiro e da Justiça (??) daquele Estado. Meu foco hoje é a polêmica fala de algumas feministas (e simpatizantes), dizendo que vivemos em uma “cultura do estupro” e que “todos os homens são potenciais estupradores“.

Continue Lendo “Potenciais estupradores?”

O Estado, esse maldito feudo!


Para que existe o Estado mesmo? O que é o pacto social? Por que certos grupos, não importando se em regimes liberais ou estatistas, detém o poder supremo sobre as vidas do gado humano de uma determinada região do planeta? Vou meditar, aqui e agora, sobre esses pormenores, muitas vezes negligenciados “democraticamente” pela maioria do gado.

Continue Lendo “O Estado, esse maldito feudo!”

Sobre o poder e o uso da Violência


Existem três maneiras pelas quais as pessoas, individual ou coletivamente, podem ter seu comportamento modificado: pela evolução natural, pela alienação e/ou pela Violência. Esta última, em maior ou menor grau, está inserida parcialmente nos dois primeiros processos. Costumo me referir à Violência, quando não voluntária, como Trauma. Trauma é uma lesão ou dano qualquer que causa modificação na estrutura e/ou funcionamento da mente e/ou do corpo físico.

Continue Lendo “Sobre o poder e o uso da Violência”

Sobre a Elite e a Violência


A maneira mais eficiente encontrada pela Elite para enfraquecer e anestesiar as massas humanas é lhes atochar cenas surreais que evoquem a Morte e a degradação. Como os seres humanos têm medo mesmo de morrer e tèm ojeriza às cenas degradantes (pornografia infantil, execuções e chacinas, roubo, tripas se esparramando pelos corredores de hospitais, etc.), nos enchem com elas.

Continue Lendo “Sobre a Elite e a Violência”