Natal, uma Promessa renovada


Não tenho muito a acrescentar sobre o Natal, como católico que sou, senão que é a renovação da memória da Encarnação do Verbo de Deus entre os homens. O Filho de Deus, consubstancial ao Pai, torna-se homem, encarna-se, experimenta a realidade de sua criatura, para salvar-nos e mostrar-nos o Caminho do Céu, interrompido pelo lamaçal de uma torrente de pecados, conscientes ou inconscientes, do conjunto dos seres humanos.

Porém, antes de tudo, devo lembrar que, a exemplo da Páscoa, que é o ápice da Redenção (Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor), o Natal também é o cumprimento de uma Promessa. Portanto, mesmo no Natal, no símbolo visível e manifesto do Menino-Deus, somos confrontados com o cumprimento de uma Promessa, uma sublime Promessa. A Palavra em Si mesma, o Verbo, é uma Promessa. O Verbo de Deus assume-se em Si mesmo e cumpre o que enviou adiante de Si antes da Fundação do Mundo, sendo esse o significado de Promissio.

CLIQUE AQUI PARA LER!

Denúncia contra o “Especial de Natal” do grupo Porta dos Fundos


Não é a toa que o nome desse grupelho de babacas sem vergonha é “Porta dos Fundos”. Seus extintos cérebros devem estar no lugar de seus terminais defecatórios.

Zombam mundo afora de muçulmanos, e como reage a mídia? Com medo, respeito e peninha dos “perseguidos” muçulmanos. Claro, está tudo dentro dos propósitos dos “politicamente corretos”.

Mas, vejam aqui, a Globo e empresas afins dando guarida a um bando de medíocres que zomba, em série (sim, eles têm séries inteiras ultrajando o Cristianismo), da Fé Cristã, com aplausos dos “sábios” ícones da Rede Esgoto e com a “complacência” do povo que se diz “católico”. Estamos vendo, dia a dia, o artigo 208 do Código Penal (que deveria nos dar proteção contra vexames e ultrajes) ser usado somente a favor dos outros credos, menos da Fé Cristã, que é solapada e pisoteada com fúria pela mídia, pelo Governo Petralha e movimentos financiados pelo Socialismo de Estado (gayzistas, feministas, abortistas, MST, etc).

Nessa semana, vimos essa corja de criminosos canastrões, chamada Porta dos Fundos, destilarem mais uma dose de seu ódio anticristão contra a Tradição Católica, professada por mais de 68% da população brasileira, numa clara demonstração de desrespeito para com o povo, a Lei, na certeza da impunidade e do sucesso entre os propagadores do ódio religioso. Fizeram uma paródia do Natal que mais parece uma piada em rede nacional, piada de mal gosto, que esquarteja o sentimento religioso de um povo.

Continue Lendo “Denúncia contra o “Especial de Natal” do grupo Porta dos Fundos”

Sub tuum præsidium


Para os protestantes que insistem (inutilmente, claro) que a devoção à Santíssima Virgem Maria surgiu por uma invenção dos católicos após Constantino é que, especialmente, escrevo esta postagem. Claro que, para todos os católicos, servirá também como informação valiosa, mas escrevo para mostrar aos irmãos que andam no erro que a devoção mariana remonta mesmo à Igreja Católica dos tempos apostólicos (a que os protestantes chamam de “primitiva” para tentar separá-la da Igreja de sempre).

Sub tuum præsidium

Sub tuum præsidium (do latim, “À vossa proteção”) é a mais antiga oração pela intercessão da Bem-Aventurada Virgem Maria, e é datada do séc. II, quando muitos dos primeiros sucessores dos apóstolos  (ordenados como bispos e presbíteros) ainda estavam vivos.

Continue Lendo “Sub tuum præsidium”